DO
MAGNETISMO

AO
ESPIRITISMO

Série Histórias

história 01:
Franz Anton Mesmer
e o Magnetismo Animal

 

• Introdução à História

Nossa real História repete-se ao longo de eras. Somos seus protagonistas, evoluindo gradualmente, à custa de esforço e sacrifício, trabalho e determinação; até alcançarmos nossas melhorias.
 

As chamadas oscilações em nosso crescimento são parte natural de nosso Autoconhecimento. Aparecem, na encarnação, como temas regenerativos às transformações que nos preparamos para retrabalhar em nossa mente. 


Mas, podemos visualizar que a Arte, esse atributo humano ao nosso alcance, provém da desconhecida dimensão de nosso íntimo. É da alma que vem o superar, o crescer, o transcender... Assim também, podemos identificar sua capacidade de modificação em nós mesmos. Pelas Artes, elementos mais abstratos que podemos vivenciar, fica mais fácil percebermos essa necessária e natural introspecção.

Desse mesmo modo, também vemos o trabalho do Passe. Através de nossa Vontade, nascendo do íntimo, como a própria Arte!

quadro.parede.jpg

Prosseguindo, sugerimos avaliar o Conteúdo abordado pela Magnetizadora Yonara Rocha, sobre nossas dificuldades de aceitação às técnicas propostas pelo Magnetismo: não se trata de uma resistência à prática em si. É, antes disso, uma dificuldade em fazer mudanças, quando temos que nos confrontar com o novo que a vida oferece, à medida que já trabalhamos num patamar de conhecimento. Yonara esclarece sobre a  dificuldade que trazemos em mudar, estudar e refazer algo que, de algum modo, já foi conquistado, aprendido.

Nesse ponto, a
História dos Magnetizadores aparece como força inspiradora às nossas questões! Trazem exemplos nítidos do grau de adversidade que enfrentaram! E das pressões externas ao movimento, entre os homens de Religião e da Ciência nascente...
 
As Histórias deixam claro o quanto já evoluímos e como é bem mais fácil mudarmos, na atualidade, naquilo que precisamos! São facilidades à nossa disposição, assim como, por exemplo - encontrar fontes de estudo e trabalho!

Assistindo ao Vídeo abaixo, você pode tirar suas próprias impressões - XI EMME 2018 | YONARA ROCHA | BATE-PAPO - do Canal Fluídos Vitais). 

o Conhecer
a História,
pode criar
Renovação

 

Conspiração                                        do Silêncio

"...Um dado ainda não conhecido pela maioria nesse sentido é de que houve um forte silenciamento de correntes que desenvolveram ciências e doutrinas com pesquisa experimental, mas não assumiram os pressupostos do materialismo, que se tornou a imposição ideológica a partir de meados do século XIX. 

 

Os que iniciaram a medicina experimental e fugiram dos horrores da sangria e das purgações – de que se constituía a prática médica do século XVIII – foram os médicos Mesmer e Hahnemann, com o magnetismo e a homeopatia, propostas médicas vitalistas. Mesmer, porém, foi caluniado historicamente como charlatão e Hahnemann é quase desconhecido por aqueles que vão estudar medicina. 

 

Quem propôs primeiro a constituição de uma ciência pedagógica foi Pestalozzi e, depois, seu discípulo Rivail, na virada do século XVIII e XIX. Mas quem leva o mérito são os que as desenvolveram sob a ótica cognitivista e biológica, deixando de lado a dimensão espiritual do educando. O evolucionismo biológico foi uma teoria proposta por dois pesquisadores que trabalham paralelamente e a apresentaram no mesmo dia às sociedades científicas de Londres: Charles Darwin e Russel Wallace. Hoje estudamos Darwin na escola, mas Russel jamais é mencionado. É que o evolucionismo darwinista dispensa Deus e o Espírito e Russel Wallace era espiritualista..."

franz anton mesmer

do Prólogo do Livro:
Mesmer, a ciência negada
e os textos escondidos

 

para uma boa visualização do vídeo, use, se possível, as resoluções 4k ou 1080

Sugestão de Leitura

. livro sugerido: Mesmer - A ciência negada do magnetismo Animal
. autor: Paulo Henrique de Figueiredo
. você pode encontrá-lo clicando neste Link: 
Amazon.com.br
. para quem ainda não está acostumado a comprar livros pela internet, a Amazon tem um cadastro muito rápido e curto. A compra é simples e o livro chega logo (é livro de papel, não ebook)

 

Uma maneira diferente de olhar a DOENÇA

O Mesmerismo, surgindo no século 18, buscou ser aceito nas camadas da sociedade mais cultas e estudiosas da Europa. Uma luta bem maior que a de hoje, pois de lá para cá, já evoluímos...

O MATERIALISMO LIMITA A MEDICINA

da Introdução do Livro:
Mesmer, a ciência negada
e os textos escondidos

"O Mesmerismo é uma visão espiritualista e positiva da natureza e absolutamente incompatível com o materialismo ou mesmo com a visão religiosa dogmática e sobrenatural da igreja. Assim como para Hipócrates, a arte de curar, segundo Mesmer, concentra-se em recuperar e manter a saúde, considerada como um estado de equilíbrio. Identificado o desequilíbrio presente no organismo do doente, o magnetizador, por meio de passes, imposição, insuflação, massagens, exerce uma ação dinâmica pelo magnetismo animal (ou fluido vital) no paciente. Um tratamento metódico, em sessões regulares, permite que o ciclo da doença se complete rapidamente, invertendo a ação desagregadora e funesta provocada pelo desequilíbrio instaurado. Atingido o estado crítico, o estado doentio está superado. Finalmente o equilíbrio orgânico se restabelece e o paciente volta ao seu estado saudável.


A terapia descoberta por Mesmer é, assim, muito diferente da supressão dos sintomas empregado pela alopatia. Os sintomas são fenômenos naturais fisiológicos que denunciam o desequilíbrio presente na economia orgânica. A ação do medicamento alopático, suprimindo os efeitos observáveis, mascara a verdadeira causa da doença. No entanto, apesar dos sintomas estarem omitidos, o estado mórbido ainda permanece no corpo doente. Como consequência, se – por sorte – a própria natureza não restaurar sozinha a saúde, surgirão novos sintomas e o estado de desequilíbrio orgânico se agravará. Além de muitos remédios e tratamentos da medicina da época de Mesmer serem intoxicantes, venenosos e exaustivos, sua fundamentação científico-filosófica estava equivocada."

Reflexões noturnas
Óleo sobre tela, 30X20 cm, 2012
Carmel Georgescu

Toda leitura do passado, como ato inteligente que é, pode nos levar ao Autoconhecimento. Somos chamados a viver e buscar compreender nossa Realidade segundo o que já aprendemos. E parece simples quando pensamos!

Talvez esse simples nos seja o mais difícil, aparentemente, de enxergar!

Porém, uma vez que aceitamos ver o que a vida nos oferece, mesmo com oscilações no aprendizado, encontramos nesse trabalho, grande satisfação e preenchimento!

​​E ver o que Anton Mesmer trouxe, naquele tempo, é sempre um desafio para nossa experiência como médium e trabalhador nas lides ao Espírito! 

 

O olhar ao passado deve servir apenas como busca de entendimento individual ao  próprio Conhecimento de Si mesmo. Pode ser um aprimoramento da História, feito por nós mesmos, na atualidade.

No hoje, podemos fazer escolhas e aplicar o que aprendemos dessas histórias (ainda recentes e atuais depois de tanto tempo, e pedindo renovação). 

 
 

Sonambulismo, um caminho a nos conhecermos

Mesmer inicia práticas e estudo nesse pouco conhecido estado de desdobramento provocado, usado em seu trabalho. O autor dos livros explicará abaixo. Veja o texto...

MESMER DESCOBRIU O SONAMBULISMO

Cabe aqui elucidar que o fenômeno do sonambulismo provocado e a lucidez sonambúlica eram conhecidos por Mesmer desde as suas primeiras experimentações em Viena. Disse ele: “Um dos meus doentes, acostumado a provar os efeitos que produzo, tem, para me compreender, uma disposição a mais do que o restante dos humanos”. 

 

Não corresponde à verdade, portanto, afirmar que tenha sido seu discípulo, o marquês de Puységur, o moderno descobridor desse estado alterado de consciência, mas sim o primeiro pesquisador do fenômeno, tendo publicado a primeira obra sobre suas experiências em 1784.
 

“Advogando a causa do magnetismo animal, estou simplesmente advogando aquela do seu célebre inventor, o senhor Mesmer (...). É a ele apenas que devo minhas fracas luzes e meus felizes ensaios. Possa meus esforços acelerar o triunfo que lhe é devido”. (PUYSÉGUR, 1784)

 

No entanto, o marquês de Puységur não ousou elaborar uma teoria sobre as causas, fazendo uso das explicações de seu mestre: Não pretendo dar a teoria do magnetismo animal, nem entrar em algumas discussões sobre sua analogia com todo o sistema do mundo: apenas o senhor Mesmer pode empreender tão grande tarefa. A que me imponho é, simplesmente, dizer como ajo para curar as doenças, e como se produzem sobre muitos dos doentes os efeitos tão surpreendentes e inesperados dos quais se entende poder falar. (PUYSÉGUR, 1874) 


Talvez a confusão tenha surgido pelo fato de Mesmer evitar a publicidade do sonambulismo para concentrar-se no estabelecimento do novo meio de cura: “Em vez de aguçar a curiosidade, eu estava interessado em tornar úteis esses fenômenos, e só quis convencer por meio de fatos”, afirmou Mesmer.

sonambulismo descoberto por franz anton mesmer

da Introdução do Livro:
Mesmer, a ciência negada
e os textos escondidos

Estamos mostrando conteúdo referente a dois livros sobre Mesmer, de Paulo Henrique de Figueiredo: 
• Mesmer - A ciência negada do magnetismo Animal

• Mesmer, a ciência negada e os textos escondidos

Sobre o primeiro livro, mais um vídeo didático a retratá-lo. Faz uma retrospectiva seu Conteúdo.

O segundo livro é encontrado em PDF na internet e, para facilitar sua leitura, fizemos todo o Sumário do livro em forma de "marcadores" (para quem usar do Acrobat Reader da Adobe como leitor em seu computador). Funciona como "Livro Eletrônico", bastando clicar no marcador para que ele abra na página correspondente. Você pode baixá-lo no fim desta página.

sonambulismo e magnetismo animal

jovem sonâmbula

sobre o Marquês de Puységur - citado acima

Amand Marie Jacques de Chastenet de Puységur, mais conhecido como Marquês de Puységur (Paris, França, 1 de março de 1751 - Castelo de Buzancy, Buzancy, França, 1825) foi discípulo direto de Franz Anton Mesmer. Ficou conhecido por sua experiência transcrita sobre a prática do magnetismo animal e do Sonambulismo magnético

 

Puységur e o magnetismo animal

 

Armand foi aluno de Franz Anton Mesmer, como membro da Société de l'Harmonie (Sociedade da Harmonia) em 1782. Armand de Chastenet difere de Mesmer, declara ser um vetor para os pacientes que seriam seus próprios médicos, Mesmer afirma que o tratamento ocorre a partir de uma ação puramente fisiológica atuada por um fluido magnético ou ‘’corrente’’. Ele também questiona o fato da necessidade da crise, que Mesmer tinha defendido como condição final pelo tratamento através do magnetismo. A partir de 1784, em sua área de Buzancy em Soissons, Puységur começou a praticar ‘’mesmerização’’, um fenômeno magnético de transmissão de fluido vital por meio do fluido magnético considerando a realização da cura aos males das pessoas do seu castelo, Henri Ellenberger , o historiador da psicanálise e psicoterapia, escreveu que:

 

“Puységur foi um dos grandes contribuidores esquecido para a história das ciências psicológicas”

Ao longo da História, sobretudo pelo resgate de fatos conseguidos nos estudos desses livros, podemos ver uma Religião ainda dogmática nos séculos 18/19, confrontando com uma Ciência ainda materialista, desses tempos. Mas, sugerimos uma leitura diferente - sem criticar a época! Suas conquistas evolutivas são o que nos permitem o conhecimento de hoje! Certamente Mesmer e Kardec evoluíram, passando pela experiência desse tempo...

Percebemos assim, a vida trabalhar para que esses princípios espirituais se tornem conhecidos na Ciência... Na década de 60 do século 20, uma fase de pós-guerra, com um período regenerativo de nossa História para o humanismo, aparecem terapeutas que vão estudar o ser, através de seus aspectos transcendentes - surge a Psicologia Transpessoal. Vale conhecer alguns princípios ali fundados como Motivação, Autoencontro pela Busca de Sentidos pessoais, e outros tantos (quase todos nascidos na duríssima experiência da guerra anterior) que hoje (meio século depois) são usados nas modernas empresas que surgem na Rede, chamadas STARTUPS. A raiz dessas terapias sempre foi encontrar soluções para as necessidades importantes, nos níveis mais profundos de nossa consciência. Como Galileu que buscava a compreensão de fenômenos terrestres, focando a beleza do céu... Transcendendo...

 

Assim também, usando modelos inovadores que atendem necessidades da atualidade, as ditas Startups (veja no vídeo) renovam (sem destruir os outros modelos - apenas integrando pela concepção que trazem) os modelos da Economia mundial. Refazem a História, dando Significado à vida funcional da Economia, usando  e compartilhando seu aprendizado e usando princípios que funcionaram nas maiores crises existenciais (como o holocausto) para recomeçar uma nova mentalidade humana. 


Para elevarmos nossa história recebemos, cotidianamente, uma força motriz dentro de nós. E o aprendizado que ela motiva, amplia-nos um sentido de amor com tudo.

Testa Bruna
do pintor italiano Giovanni Boldini (1842 a 1931)

 
 

Mesmer religa, de modo totalmente natural, os princípios espirituais com o mundo material, unindo-os de modo a ser do acesso a todos que se trabalham e buscam se doar, desmistificando o espiritual e tornando-o humano

sexto-sentido-trabalhado.jpg

Tirado da Introdução do Livro:
Mesmer, a ciência negada
e os textos escondidos

AS CIÊNCIAS IRMÃS E O SEXTO SENTIDO

O magnetismo animal avançou, em sua base teórica, nos pontos negados pelo materialismo mecanicista da medicina tradicional. Ele demonstrou experimentalmente, pelos efeitos do sonambulismo, que o humano possui um sentido íntimo, que recebe as impressões dos sentidos orgânicos e comanda o cérebro conforme a vontade do Espírito: O magnetismo animal deve ser considerado nas minhas mãos como um sexto sentido artificial. (...) Ele deve, em primeiro lugar, transmitir-se pelo sentimento. O sentimento e apenas ele pode tornar a teoria inteligível. Por exemplo, um dos meus doentes, acostumado a provar os efeitos que produzo, tem, para me compreender, uma disposição a mais do que o restante dos humanos. (MESMER, 1781) 

 

Esse sentido íntimo não se encerra no âmbito do corpo físico, mas permite o contato com todos os outros seres, não importando a distância. A comunicação do pensamento estende-se mesmo por todo o universo. 

 

Estes mesmos movimentos assim modificados pelo pensamento no cérebro e na substância dos nervos são comunicados ao mesmo tempo à série de um fluido sutil com a qual esta substância dos nervos está em continuidade, podendo, independentemente e sem o concurso do ar e do éter, estender-se a distâncias indefinidas e comunicar-se imediatamente com o senso íntimo de um outro indivíduo. (MESMER, 1781)

 

Podemos inferir, de toda sua obra, entre outros, alguns conceitos básicos científicos e filosóficos, como a existência do fluido vital diferenciando os seres vivos da matéria inorgânica; a vontade como causa externa ao corpo físico, evidenciando a existência objetiva do Espírito; o livre arbítrio, que relativiza a determinismo orgânico da saúde e da doença. Por causa da ação material do pensamento e do sentimento sobre um fluido sutil, Mesmer os define como fenômenos naturais e concretos – portanto, positivos.

da Introdução do Livro:
Mesmer, a ciência negada
e os textos escondidos

AS CIÊNCIAS IRMÃS E O SEXTO SENTIDO

O magnetismo animal avançou, em sua base teórica, nos pontos negados pelo materialismo mecanicista da medicina tradicional. Ele demonstrou experimentalmente, pelos efeitos do sonambulismo, que o humano possui um sentido íntimo, que recebe as impressões dos sentidos orgânicos e comanda o cérebro conforme a vontade do Espírito: O magnetismo animal deve ser considerado nas minhas mãos como um sexto sentido artificial. (...) Ele deve, em primeiro lugar, transmitir-se pelo sentimento. O sentimento e apenas ele pode tornar a teoria inteligível. Por exemplo, um dos meus doentes, acostumado a provar os efeitos que produzo, tem, para me compreender, uma disposição a mais do que o restante dos humanos. (MESMER, 1781) 

 

Esse sentido íntimo não se encerra no âmbito do corpo físico, mas permite o contato com todos os outros seres, não importando a distância. A comunicação do pensamento estende-se mesmo por todo o universo. 

 

Estes mesmos movimentos assim modificados pelo pensamento no cérebro e na substância dos nervos são comunicados ao mesmo tempo à série de um fluido sutil com a qual esta substância dos nervos está em continuidade, podendo, independentemente e sem o concurso do ar e do éter, estender-se a distâncias indefinidas e comunicar-se imediatamente com o senso íntimo de um outro indivíduo. (MESMER, 1781)

 

Podemos inferir, de toda sua obra, entre outros, alguns conceitos básicos científicos e filosóficos, como a existência do fluido vital diferenciando os seres vivos da matéria inorgânica; a vontade como causa externa ao corpo físico, evidenciando a existência objetiva do Espírito; o livre arbítrio, que relativiza o determinismo orgânico da saúde e da doença. Por causa da ação material do pensamento e do sentimento sobre um fluido sutil, Mesmer os define como fenômenos naturais e concretos – portanto, positivos.

 

Toda leitura do passado, como qualquer ato inteligente, é um processo de Autoconhecimento. Somos chamados a viver e buscar compreender segundo o que já aprendemos - em dualidade com o que nosso íntimo nos chama a reaprender. Simples quando pensamos!

Talvez esse simples nos seja o mais difícil, aparentemente, a enxergar!

 

Porém, a dualidade tem essa característica: uma vez que topamos ver o que a vida oferece, mesmo com oscilações no aprendizado, encontramos nele (nesse aprendizado) nossas maiores satisfações e preenchimento!

Ver o que Anton Mesmer trouxe naquele tempo, é sempre um desafio para nossa experiência como médium e trabalhador nas lides ao Espírito, hoje! 

 

O olhar ao passado serve apenas como entendimento individual ao Autoconhecimento, como elemento informativo a que, por nós mesmos, façamos nossas escolhas e apliquemos o que depreendemos dessas histórias, ainda recentes e atuais... 

Toda leitura do passado, como qualquer ato inteligente, é um processo de Autoconhecimento. Somos chamados a viver e buscar compreender segundo o que já aprendemos - em dualidade com o que nosso íntimo nos chama a reaprender. Simples quando pensamos!

Talvez esse simples nos seja o mais difícil, aparentemente, a enxergar!

 

Porém, a dualidade tem essa característica: uma vez que topamos ver o que a vida oferece, mesmo com oscilações no aprendizado, encontramos nele (nesse aprendizado) nossas maiores satisfações e preenchimento!

Ver o que Anton Mesmer trouxe naquele tempo, é sempre um desafio para nossa experiência como médium e trabalhador nas lides ao Espírito, hoje! 

 

O olhar ao passado serve apenas como entendimento individual ao Autoconhecimento, como elemento informativo a que, por nós mesmos, façamos nossas escolhas e apliquemos o que depreendemos dessas histórias, ainda recentes e atuais... 

As pesquisas de Mesmer, começando a construir as bases de um método científico (que se se iniciava nesse tempo), destoavam da medicina vigente e seus processos. 

 

Como lido acima, Mesmer alcançava resultados muito positivos com pacientes, percebendo a ação da Vontade, do Trabalho das Mãos, dos efeitos de entendimento recíprocos entre ele e seus assistidos, criando laços de Entendimento mais profundos entre ambos. 

 

Aparecem então, vínculos criados com os Sentimentos entre eles! E, de modo simples, mostram essa dimensão mais abrangente e essencial a todos (em que as almas se unem e crescem).

 

Mostram assim, a natureza humana interagindo e se integrando à sua essência de alma - pelos próprios sentimentos trabalhados.

Vibrations Matinales
Dalia Fijalkow
France / Painting / Acrylic

• BIOGRAFIA de FRANZ ANTON MESMER

fonte: site da FEB

"Franz Anton Mesmer foi o médico austríaco criador da teoria do magnetismo animal conhecido pelo nome de mesmerismo.

Nasceu a 23 de maio de 1734, em Iznang, uma pequena vila perto do Lago Constance. Estudou teologia em Ingolstadt e formou-se em medicina na Universidade de Viena. Provido de recursos, dedicou-se a longos estudos científicos, chegando a dominar os conhecimentos de seu tempo, época de acentuado orgulho intelectual e ceticismo. Era um trabalhador incansável, calmo, paciente e ainda um exímio músico. 

Em 1775, após muitas experiências, Mesmer reconhece que pode curar mediante a aplicação de suas mãos. Acredita que dela desprende um fluido que alcança o doente; declara: "De todos os corpos da Natureza, é o próprio homem que com maior eficácia atua sobre o homem". A doença seria apenas uma desarmonia no equilíbrio da criatura, opina ele. Mesmer, que nada cobrava pelos tratamentos, preferia cuidar de distúrbios ligados ao sistema nervoso. Além da imposição das mãos sobre os doentes, para estender o benefício a maior número de pessoas, magnetizava água, pratos, cama, etc., cujo contato submetia os enfermos. 

Mesmer praticou durante anos o seu método de tratamento em Viena e em Paris, com evidente êxito, mas acabou expulso de ambas as cidades pela inveja e incompreensão de muitos. Depois de cinco tentativas para conseguir exame judicioso do seu método de curar, pelas academias, é que publica, em 1779, a "Dissertação sobre a descoberta do magnetismo animal", na qual afirma que este é uma ciência com princípios e regras, embora ainda pouco conhecida.

A sua popularidade prosseguiu por muitos anos, mas outros médicos o taxavam de impostor e charlatão. Em 1784, o governo francês nomeou uma comissão de médicos e cientistas para investigar suas atividades. Benjamin Franklin foi um dos membros dessa comissão, que acabou por constatar a veracidade das curas, porém as atribuíram não ao magnetismo animal, mas a outras causas fisiológicas desconhecidas.

Sessão mesmérica ao redor do "baquet". Mesmer atende uma paciente que desmaia. O salão era forrado de espelhos para intensificar o magnetismo. 

Concentrado no alívio à dor, Mesmer não chegou a perceber a existência do sonambulismo artificial, que seu ilustre e generoso discípulo, conde Maxime Puységur, descobre (inclusive a clarividência a ele associada), o qual se desenvolve durante o transe magnéticos em certas pessoas. 

Em 1792, Mesmer vê-se forçado a retirar-se de Paris, vilipendiado, e instala-se em pequena cidade suíça, onde vive durante 20 anos, sempre servindo aos necessitados e sem nunca desanimar nem se queixar. Em 1812, já aos 78 anos, a Academia de Ciências de Berlim convida-o para prestar esclarecimentos, pois pretendia investigar a fundo o magnetismo. Era tarde; ele recusa o convite. A Academia encarrega o Prof. Wolfart de entrevistá-lo. O depoimento desse professor é um dos mais belos a respeito do caridoso médico:

"Encontrei-o, dedicando-se ao hospital por ele mesmo escolhido. Acrescente-se a isso um tesouro de conhecimentos reais em todos os ramos da Ciência, tais como dificilmente acumula um sábio, uma bondade imensa de coração que se revela em todo o seu ser, em suas palavras e ações, e uma força maravilhosa de sugestão sobre os enfermos."

Assim foi Mesmer. Durante anos semeou a cura de enfermos, doando de seu próprio fluido vital em atitude digna daqueles que se sacrificam por amor ao seu trabalho e a seus irmãos. Suas teorias atravessaram décadas e seu exemplo figura luminoso entre os missionários que sob o açoite das críticas descabidas e as agressões da calúnia, passam incólume escudado pelo dever retamente desempenhado.

Seu nome jamais se desligará do vocábulo "fluido" e sua vida valiosa pelos frutos que gerou, jamais será esquecida por aqueles cuja honestidade de propósitos for o ornamento de seus espíritos.

A sua obra foi decisiva para demonstrar a realidade da imposição das mãos como meio de alívio aos sofrimentos, tal como a utilizavam os primeiros cristãos antigamente e os espíritas atualmente.

No início de 1814, ele regressou para Iznang, sua terra natal, onde permaneceria os seus últimos dias até falecer em 05/03/1815.

Fontes: Federação Espírita do Paraná"

• BIOGRAFIA de MESMER

   outras fontes 

Como foi dito acima, no vídeo, nosso prazer de poder compartilhar (de forma mais organizada, usando os recursos de um site atual) faz da pesquisa também um prazer para nós! Compilamos 3 fontes parecidas mas diferentes e você pode, se quiser e tiver interesse, ler e baixar em PDF:​

autoresespiritasclassicos.com é um site bem antigo e com muito material interessante, além do canal do Youtube de Jorge Hessen. Fizemos mos um PDF - Clique ao lado!

 

Revista Semanal de Divulgação Espírita - O CONSOLADOR. Fizemos um PDF - Clique ao lado!

Revista Mètode, da Universidade de Valência, Espanha. Tem um caderno chamado Histórias Científicas. Publicou sobre Mesmer e o Magnetismo Animal. Podemos ler com o Chrome traduzindo a página. Fizemos um PDF - Clique ao lado!

 

Nossa leitura, no presente, é, quase sempre, uma Releitura! Ele nos traz uma dádiva onde sempre podemos conhecer. Seja qual o caminho fizermos, todos levarão ao Conhecimento de nossa essência. 

 

Refazer ou fazer pode ser um aprendizado, e isso motiva! Eleva  o emocional e o sensível aos patamares dos sentimentos; reformando, sem dor, o cotidiano! 

 

O prazer da Leitura, da criação de uma tela projetiva criativa em nosso íntimo, é essencialmente espiritual e viajante. Traz uma segurança que o viver-por-viver não alcança. Vem da busca por nós mesmos e faz da vida uma Arte.

Plénitude
Dalia Fijalkow
France / Painting / Acrylic

Agradecimentos & Créditos, c/sites de Pintura para visitar

Agradecer, sentir gratidão, tem princípio em nossa alma! E devemos sempre manifestá-la, quando recebemos tanto em termos de Arte/Conteúdo - criado para uma Rede de Interesse. Ele nos chega todo dia por e-mail, por sites cadastrados, pelas sugestões da Rede do Google, etc... Começamos com as Pinturas que colocamos na página:
• Romênia, o pintor Carmel Giorgescu nos apresentou várias obras:

s/ título, óleo sobre tela 30x40cm é a pintura do fundo desta página

Reflexões noturnas, óleo sobre tela 30x20 cm

 

 

 

 

 

 

 

 

 

• do pintor italiano Giovanni Boldini (1842 a 1931), Testa Bruna

• Pinturas acrílicas da francesa Dalia Fijalkow, de Saint-Pryvé-Saint-Mesmin:

Vibrations Matinales / Plenitude

PINTURA ABSTRATO ORIGINAL Amarelo Cinza Branco - Arte Contemporânea, para venda, no site comercial Eatsy.com

• a pintura do fundo deste texto chama-se Winter Sun, do pintor e desenhista alemão, Guido Michl. Foi obtida num dos melhores sites de compartilhamento do Obras de Arte e venda, à disposição na web, que infelizmente não voltou ao ar. Chama-se Artstack e não sabemos o que aconteceu... O link infelizmente não mais funciona!

• temos, por obrigação, de agradecer ao mecanismo de pesquisa do Google, que nos permite "achar" o melhor Conteúdo de nossas pesquisas e necessidades, logo nas primeiras opções. Ele trabalha nas Pesquisa dos Conteúdos dos sites e oferece o melhor e mais completo pelo que buscamos. Chama-se SEO, ou seja: serch engine optimization. Graças a ele, hoje, o conhecimento da web se propaga gratuita e de forma equânime.

Oferecemos um relacionamento com os conteúdos, que talvez seja pouco usado por você. Lembramos que esse Compartilhar de Links representa a base da Rede, não retendo as informações de quem busca.

Reler um texto já conhecido, rever um passado já vivido, pesquisar qualquer tema ou coisa, sem o medo de conhecer, são bem parecidos entre si… Dizem de nossa relação com o Tempo, de como o vemos atualmente...

 

Viver, aprender, mudar e crescer são atributos naturais a Todos, pois progridem em nós, formando o aprendizado de cada dia. As releituras dos livros, da história ou de nós mesmos, devem acontecer naturalmente como obra de um aprendizado considerado infinito - sem o julgamento dado pelas estruturas antigas que ainda vigem. Essa reforma deve convergir para um aprender… não com o determinismo que julga e não edifica ou educa. Que possamos tudo ler ou reler, olhar a História e reencená-la, desse modo mais libertador, sem tanta dor de mudar ou não mudar… 

 

Aprendendo sempre no que for vivendo e, assim sendo - poder contar com a vida dentro e fora de nós, a nosso favor como uma providência ao humano! E a causa divina da vida tornar-se natural, simples, ao acesso sempre de todos. 

A oferenda final é o Livro "Mesmer - A Ciência negada e os textos escondidos" em Pdf, do autor Paulo Henrique de Figueiredo.
(clique no ícone abaixo)

A Girl with Flowers on the Grass - 1878
Jacob Maris
Holanda / Aquarela e Giz em Papel

Será um prazer fazermos contato!

  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon

Acreditar em si | Palestra motivacional

Rua Rosa Ribeiro, 236, sobrado, Conselheiro Paulino.
Nova Friburgo, Rio de Janeiro. Cep: 28633 450

   Créditos

Agradecimentos aos facilitadores desse site: