top of page
acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Retrospectiva Blog Barão de Mauá 2023





Ainda bem que temos AUTOCONFIANÇA, pelo menos é o que me motiva a seguir e a dizer-me: Eu consigo! E sempre tenho “alguéns” ao lado estendendo mãos amigas, incentivadoras e desafiadoras que me levam a pedalar mais e mais… foi assim 30 anos atrás, nas primeiras palestras. Obrigado Sérgio e Fernando!



Senti DOR DE SOLIDÃO… Quem não sente? Esse vazio doído, sem sentido, mas tão remexido…



Imaginei-me uma formiguinha, mas sonhava ter asas e nada nem ninguém iria me impedir de voar, qual Ícaro, sonhei… voei. Libertei-me com minhas ASAS DE CERA.



Foi muita dedicação empreendida para abrir portas antes trancafiadas, descobrir senhas de tesouros escondidos em mares antes navegados somente por loucos AVENTUREIROS; mas em minha face estava a Revelação iluminada, o presente, pura comoção; e saí porta afora sem medo, mesmo desconhecendo o azul estonteante de um futuro incerto, cujo fogo congela e o frio queima minha alma mineira.


A você que quer se aventurar por estas bandas, dou um conselho: aproveite porque conselho não se dá! Deixe sua marca em seus caminhos, sua boa marca, a do bem, da fraternidade, que essas a terra não corrói e o Tempo, esse grande Senhor Incorruptível, deixa indelével registrado em suas areias; busque o novo, a trilha pioneira, desbrave-se, vale muito!



A vida é um GRANDE DOCE MAR DE LÁGRIMAS que trazemos em nossos olhos quando choramos ou nos emocionamos.

Fazendo um balanço, mensuramos quanto chão pisamos, nos molhamos, suamos e nos vitoriamos!



E quando chegar, e sempre chega, o FRIO SUFOCANTE DE NÓS MESMOS, tenhamos as rédeas soltas e a cabeça firme para aguentar os trancos que invariavelmente a vida nos dá. 


Toda estrada tem um sentido e um porquê, com suas curvas, retas, subidas e descidas bem como os horizontes nos mostrando que nem tudo o que vemos como verdade, o é.



“Num descontentamento descontente”, que só o CONTENTE dá jeito; são dias fenomênicos, que nem sabemos explicar e o dizemos à fada do espelho: - Mandou bem, heim?!

O segredo é amar o que já tens, responde ela com aquele olhar de gárgula de que tudo sabe, que só as fadas do espelho possuem.



Estava bom demais… tinha que vir a crise dos SESSENTA: danou-se; haja autorrevisão, autopromoção, autoestima, autoexame, check up, check in checkmate; mudo minhas lentes oculares para lupas e fim de papo! Assim  vejo bem mais a minha felicidade. BENDITA É A DOR!



Eis o VOLUNTÁRIO VOLUNTARIOSO, que tira os olhos de mim mesmo para aprender o compartilhamento, onde o bem absoluto é o de todos.


A mochila é pesada, mas vamos largando nossas pedras pelos caminhos para que o fardo vá tornando-se mais leve.



A nossa luz interior, ninguém apaga, tudo fica bem guardado em DANADINHAS GAVETAS, num divertido sacerdócio; faço dengo: tudo eu, tudo eu…  varro, lavo, cozinho, trago dinheiro pra casa, etc etc etc,... assim não dá! Daqui a pouco o achaque passa, peço desculpas, sigo em frente (que remédio!), e vejo o quanto tudo isso é enriquecedor.



Bom aluno, aprendo rápido, talvez por isso seja bom profissional, procurando melhorar sempre, buscando excelência em tudo que faço; e assim é no âmbito religioso (Espiritismo); como palestrante, vendedor, poeta, na família, como voluntário, etc. Sou o mesmo em todos os lugares e com todas as pessoas (nas devidas proporções, claro); trabalhar com dignidade, infelizmente no mundo atual, ainda é para poucos, e temos muito “todos” que dar o exemplo, no prazeiroso exercício de DIVIDIR E MULTIPLICAR.



Saber-se necessário, que existem pessoas que contam com você, com sua colaboração, é revigorante e faz-nos levantar DE VENTO EM POPA com pensamentos e projetos benfazejos que nos enobrecem e acalentam o espírito.


Hoje, sob as lentes do futuro plasmado por Deus e antevisto numa ótica deslumbrante, permiti-me renovar sob as estrelas de um céu mágico, adorável.



VOCÊ SE LEMBRA?

Em meu banco de memórias, deixo registrado agora em 2023, visitas inesquecíveis e gratas, que tanto me rejuvenesceram, me embranqueceram e fizeram valer cada um destes arquivos tão preciosamente engavetados para consultas constantes e saborosas, como em minha cidade natal, Carmópolis de Minas.; então me pego contando e cantando antigas músicas, PASSARINHANDO como TICO-TICO, intrigando-me cada cadinho mais, sem eira nem beira, dentro de meus ALPENDRES MÁGICOS infantis, tão deliciosamente lembrados.



Sem chão, SEM REDE, sem piso, contra peso ou elevador, eu vou subindo, numa escalada até onde o Mestre permitir, procurando com bondade amar incondicionalmente, porque trabalho, se faz, simples assim!


Tudo aquilo que não encaramos de frente, nos enjaula, e o medo é uma gaiola de tamanho descomunal, porque é do tamanho que imaginamos, e somos férteis nisso.


Garra, dedicação, persistência, disciplina é vitória. É assim que se faz e pronto.



“ATÉ O PRÓXIMO!” - falo ao amigo que encontro: Você foi muito legal comigo e tem me enviado cada projeto novo que só posso lhe agradecer imensamente, mas confesso, que com um friozinho na barriga.


Obrigado amigão, por surpreender-me a cada instante e pode estar certo que não vou esquentar mais a cabeça, seguirei de VENTO EM POPA.



Dileto amigo, você mexe comigo, confesso, esse seu jeito pachorrento, sua mordaz sabedoria, suas vontade, ora me trancafiando, ora me soltando, tendo-me como um bobo em suas mãos; mas bora lá voarmos juntos e então…



Estamos na LINHA DE CHEGADA, brasileiramente à meia noite.

Brincamos de nos acostumar, mas cada novo descortinar, não tem outro motivo: vale a pena!

Quase cruzando a linha de chegada,

2024

tô pronto,

v e n h a !!!


3 visualizações0 comentário
bottom of page