Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

A gente se acostuma!

Você às vezes se surpreende com o estado das coisas que foram se desgastando e você não percebeu?

Comigo acontece muito…



Somos totalmente adaptáveis, é impressionante como nos acostumamos com tudo que se apresenta na nossa vida; de início aquele acontecimento nos choca, nos assusta, causa mesmo entristecimento e até revolta!


Mas com o passar dos dias, o gigante vai se apequenando e, dentro de muito pouco tempo, estamos totalmente adaptados retomando as nossa ações, levando a vida...



Vejo essa capacidade como de grande importância, e em alguns casos mesmo imprescindível para garantir nossa sobrevivência, sem esse poder de adaptação, nós estaríamos sujeitos a inúmeros problemas e impasses que nos colocariam fora de combate no que se refere a capacidade de seguir em frente, agora sob nova realidade e novo contexto.


Até quando?

Por outro lado, não devemos confundir esta capacidade de adaptação que é de extrema utilidade, com algo quase patológico que é a acomodação, estado que acomete algumas pessoas levando-as a se entregarem de forma perigosa e até fatal.


A acomodação destrói nosso poder de reação, tornando-nos, diante de um problema a ser enfrentado, totalmente apáticos...

O que acontece quando por exemplo perdemos nosso trabalho?

Como reagimos diante de algo tão comum nos dias atuais?


Por vezes, esquecemos que todo sofrimento é, no fundo, necessidade de aprender algo...

Isso tem ocorrido por diversos motivos e o que vemos são diversas reações: uns, não se abalam e buscam rapidamente sua recolocação no mercado de trabalho, outros, se abalam e se deixam afetar de forma avassaladora, caem numa letargia e custam muito a se reabilitarem, outros ainda, não mais se enquadram se deixando aniquilar de forma grave e permanente.


Você está falando comigo?!?

Mas onde quero mesmo me deter e convidar você a me acompanhar, é em um campo intermediário a estes dos acontecimentos mais graves e marcantes, quero falar do acomodar-se, daquela indolência do dia a dia, do habituar-se perdendo a vontade da manutenção, do cuidado, de manter o viço, de descuidar-se…


Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia...

Coisas como a pintura da casa, os desgastes do carro, a cadeira manca, o emprego ruim, uma lâmpada queimada… e tantas outras pequenas coisas que vão se gastando e nós vamos deixando pra lá.


É preciso ficar atento para perceber os desgastes e não permitir que o brilho vá se perdendo…


Você já pegou por algum motivo o carro de alguém e ao dirigi-lo se assustou com os vários problemas e ruídos e ao devolvê-lo diz:

Cara, seu carro tá muito ruim!

E a pessoa responde:

Não sei disso, pra mim ele está normal!


Alguém já dirigiu o seu carro e te alertou por exemplo, que os freios estavam ruins?



A gente vai se acostumando, embora não deveríamos, mas, as coisas vão perdendo o brilho aos poucos, vamos engordando ou as roupas encolhendo, a tiririca vai tomando conta do gramado, as paredes brancas vão ficando cinzas, a fechadura do portão só funciona se você fizer uma força pra cima, o estabilizador se desligar não liga novamente, … e assim, se não estivermos atentos a vida vai se gastando e pode até parar de tanto esperar…


Quando decidimos arregaçar as mangas e pôr fim à desordem, a vida nos oferta energia, vigor, vontade de trabalhar, de realizar! Quando conseguimos fazer isso juntos, nos sentimos mais felizes ainda!!!

Fico sempre curioso com esses insights que me tomam, será que estas coisas acontecem com as outras pessoas?

Eu sempre luto para não deixar as coisas perderem o brilho, estou sempre atento e cuidando.

Mas, às vezes me distraio...


E você, consegue reagir?

Ou vai protelando?

Faça um teste com seu carro, pede alguém para dar uma volta e fazer uma análise, você vai levar um susto.

O que você acha disso tudo?



Em tempo: enquanto escrevia e relia o texto tive outro insight.

Será que tenho que cuidar também das pessoas?

Os relacionamentos, será que precisam de cuidados?


Estou pensando aqui… vou colocar atenção nas minhas relações…

Nesse campo acho que tenho me descuidado…

Vou polir meu espelho!

Rogério Alves.


Segue um bônus da postagem:



• crédito de imagens:

• Freepik.com - acervo de imagens vetoriais gratuitos disponíveis no site: freepik.com

• Pixabay.com - https://pixabay.com/pt/ - uma comunidade vibrante de criativos, compartilhando imagens e vídeos com licença gratuita de uso.

• Pxhere.com - https://pxhere.com/ - um acervo de imagens livres de direitos autorais. Todas as imagens são liberadas sob Creative Commons CC0 para o domínio público.

Nota: essas empresas, assim como o Google, são empresas de Conceito. Trabalham na Rede e inovam dentro dela. Tais conceitos renovadores são possíveis devido aos processos dessa mesma Rede.

123 visualizações1 comentário

Será um prazer fazermos contato!

  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon

Acreditar em si | Palestra motivacional

Rua Rosa Ribeiro, 236, sobrado, Conselheiro Paulino.
Nova Friburgo, Rio de Janeiro. Cep: 28633 450

   Créditos

Agradecimentos aos facilitadores desse site: