acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

As minhas guerras



Tempos de guerras!

Dias de guerras!

Hora de Guerra!

Mundo sem paz!


Neste exato instante, além do avanço das tropas russas em território ucraniano, pelo menos outros 28 países estão vivenciando conflitos armados. A Síria está em guerra há 10 anos. A Somália sofre bombardeios dos Estados Unidos. O Iêmen sofre frequentes ataques aéreos da Arábia Saudita. …


"Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia."

O Talibã retomou o Afeganistão. …

O Sudão do Sul vive uma guerra sangrenta, onde a violência ganha contornos de selvageria. …


"Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia."

Estamos em 2022, vivendo a terceira década do século XXI, e ainda vemos o mundo com olhos discriminatórios, onde o valor da vida humana é ajustado a uma tabela construída pelos interesses pessoais.


No Mali, 4,2 milhões de malianos emigraram por causa dos combates e, desta forma, precisarão de ajuda humanitária. Você tem ouvido falar sobre esta catástrofe humanitária?


"Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia."

Hoje, 24 países da África Subsaariana, uma das regiões mais carentes do planeta, estão passando por guerra civil ou por conflitos armados. Essas guerras matam, em 90% dos casos, civis e na sua maioria mulheres e crianças.


Fico pensando: por que motivos uma guerra deva ser considerada diferente da outra, será que uma na Europa é mais …

Fico pensando: a dor dói diferente em quem sofre com uma guerra, será que depende do que se …


"Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia."

Assistindo aos telejornais eu fico chocado com a violência da invasão russa. Fiquei tocado quando o repórter entrevistou um garoto de 18 anos que aguardava uma ponte sozinho e ele chorou ao falar da guerra e dos seus …


Fico pensando: quantos garotos neste momento estão chorando aguardando uma ponte ser construída entre as realidades desumanas deste nosso mundo que se autoproclama globalizado.


Mulheres, meninos, meninas, …

Eu fico chorando!

Olhemos para todo o mundo!

"Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia."

Rogério Alves



As reflexões de cada um podem somar ao conteúdo! Escreva, por aqui, seu comentário para que fique visível a outros que venham à página do Blog.


Recebemos esse comentário e gostaríamos de compartilhar. Como não foi publicado no espaço de comentário do Blog, essa é uma maneira de torná-lo visível. Muito obrigado, Cláudia!


Nome: CLAUDIA MARA RIBEIRO BARBOZA

Mensagem: Doloroso demais para espíritos avançados, olhar as guerras e não sentir uma dor forte. Diria que as nossas pequenas guerras diárias esfriam corações. Sim. Tem gente que pensa e fala:- Não dou conta da minha vida,vou dar conta do que acontece do outro lado do mundo? Sim. Muita gente pensa e o que é pior, age nesse sentido. Como se as energias da dor,da tristeza, das perdas, não girasse toda a terra. Sim. Somos todos filhos do universo e com certeza é preciso que voltemos nossas orações para a paz. E essa paz começa em casa. A indignação deveria ser o sentimento dominante contra a violência. Jesus falava sobre a força do amor. Deus mandava nas tábuas de Moisés: 1- Amar uns aos outros como eu vos amei. O mais difícil de todos os mandamentos. Se ele fosse real, não existiriam guerras. Nem lá do outro lado e nem aqui, na nossa casa, do vizinho, dos políticos ...tola utopia. É preciso nunca achar que é normal. Façamos a paz em nós .

104 visualizações2 comentários