acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Caçando Coerência

Uma luta íntima e constante quando desperta-se o desejo por ser coerente.


Como é difícil (pra mim) implementar, no meu pequeno viver, esta palavrinha macia de falar; que pega bem no conversar; que luta a todo momento para se mostrar; e quando se mostra pode assustar e até magoar, é a tal coerência.


É muito interessante observar a incoerência (falta de coerência), porque não é fácil identificá-la, ela caminha aqui e ali naturalmente, passando despercebida de forma "elegante" nas ações e relações, mas ela está por aí, enraizada, contrariando a coerência sonhada.


A origem da palavra "Coerência" vem do Latim coherens, “juntar, unir”, formada por COM, “junto”, mais HAERERE, “grudar, colar”. Simbolicamente, representa o esforço, a busca por unir, agregar aquilo que se separou…

Assunto delicado (a coerência), ela se tornou uma luta pessoal e constante em minha vida; desafio que só chamou minha atenção de um tempo até este minuto onde escrevo, e agora sei, vai perdurar até que a vigilância disciplinada se transforme em espontaneidade no meu viver.

Assim espero!


Disse acima que não é fácil detectar a incoerência, mas, é totalmente possível; disse também, que ela passa despercebida porque, em alguns setores e atividades, ela foi incorporada desde a origem e foi banalizada.


Mas, a busca desafiadora é pela coerência, afinar o falar e o agir pelo diapasão da ética, colocando em prática o que pensamos e admiramos como valores, postulados e parâmetros para nossas ações.



Não se deixando levar por convenções, pelo que se espera de nós, não se deter em busca de agradar a todos, contrariando nossos valores, crenças, princípios...


Quando penso em ser coerente, me fixo nos valores que escolhi, que abracei como norte desta caminhada. É lógico que estarei sujeito às emoções e aos sentimentos que impedem a total racionalização, mas, tem coisas que são e deveriam ser inegociáveis.


Pensemos, como anda minha coerência?


Vivemos em um mundo polarizado, de extremos, onde os valores estão sendo testados a todo instante, é importante não se deixar levar.


Rogério Alves



81 visualizações0 comentário