top of page
acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Quanto custa o dinheiro?

Comigo não tem tempo ruim, faço qualquer negócio. Será?


No mundo dos negócios ainda é muito comum a frase: "fazemos qualquer negócio", dito popular que parece inocente no primeiro momento, mas deve ser levado muito a sério por demonstrar uma disposição sem limites para alcançar os resultados almejados.


Declarar-se disposto a "fazer qualquer negócio" é a confirmação explícita de que para bater a "meta", por exemplo, vale tudo. Na realidade, é conformar-se com a situação, seja ela qual for, passar por cima de tudo para atingir um objetivo, doa a quem doer.



Quando falo em conformar-se, me refiro e penso nas ideias e conceitos do sociólogo e filósofo Zygmunt Bauman, que diz que vivemos em uma sociedade marcada pelo conflito ser versus ter. Ele cunhou os conceitos de "modernidade líquida", "amor líquido", "medo líquido... algo que, como a água, molda-se, adapta-se ao recipiente sem esforço, ou seja, onde tudo é negociável.



O diferencial que se espera, na realidade é não fazer qualquer negócio, é deixar claro e mostrar que temos limites, limites estes regidos pela ética e pela moral, valores inegociáveis que norteiam a nossa caminhada e que deixam a mente apaziguada.


Relações líquidas

Tenho dito que é preciso estar atento para não se deixar seduzir pelas vozes doces das sereias do senso comum e, novamente citando o Prof. Bauman quando ele diz que um dos grandes sintomas desse fenômeno (relações líquidas) seriam as redes sociais, nas quais os usuários montam perfis e se relacionam como se fossem "produtos".



Como é bom retornar ao lar no final do dia com o sentimento de integralidade, sentindo que é um continuar da mesma vida, que não são personagens diferentes e sim um só eu, compreendendo que o trabalho é ação que deve estar uníssona com a vida familiar e social, que se completam e se harmonizam.



O dinheiro, em algumas situações, pode vir a custar muito caro, ele é, sem dúvida, muito importante e mesmo imprescindível na maioria das vezes, mas tem coisas na vida que custam tanto, que ele não pode certamente comprar.



Vida feliz é aquela em que podemos ficar tranquilos e em silêncio diante de nós mesmos, nos olhar no espelho e gostar do que vê.



Vale buscar o ponto de equilíbrio.


Rogério Alves


106 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page