top of page
acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Doce Lar



Ao entrar nesse pátio imenso, me vejo em você,

sentado desde não sei que horas, a olhar o nada,

esperando que a vida se manifeste, por vontade alheia.


São as ordens que te movem, nada diferente de mim,

depois de tanto mandar, resta-nos apenas acatar,

no caminho do fim, nos entregamos sem relutar.


Vejo no seu olhar um nada que me espera impiedoso,

quem dera que comigo fosse menos frio o calabouço,

uma doce ilusão tenta me fazer crer num algo fabuloso.


Saúdo-te com retumbante bom dia e te exijo galhardia,

algo que em meu ser é cada vez mais escasso, raro,

diante do teu silêncio, penso nessa nossa vida e me calo.


É um pátio imenso e tem lugar para outras cadeiras,

saiba que, amanhã chegarei quieto, e só, me sentarei,

para olhar o nada e ver o que você tem visto da vida. 


Falta banda no coreto, dança e o que fazer,

as festas são raras, quando se vê é hora de encerrar,

o pátio esvazia-se por encanto, indo cada um para o seu canto.


O pátio é grande, redondo, sem cantos nem encantos

nossas cadeiras estão frente a frente no centro

o portão está fechado, ninguém entra, ninguém sai.


Dizem que é um lar!


Rogério Alves 


76 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page