Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Ecce homo

"Eis o Homem"


"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.." Mateus 7:7.


Tenho convivido por muitos anos dentro de um ambiente religioso cristão, tanto na Casa religiosa quanto em voluntariado, numa instituição sob direção da mesma denominação religiosa.


Lar Abrigo Amor a Jesus

É muito interessante como o Cristianismo pode levar a uma visão deturpada quando adotado como uma cômoda escolha religiosa, como um grupamento social, como um lugar agradável de se ir e de se estar, sem o aprofundamento esperado nas suas propostas basilares.


Consequentemente, essa postura tende a levar à acomodação e a uma relativa inércia, estados totalmente contrários às veementes conclamações como as do autoconhecimento, da revisão de valores, da tomada de atitudes positivas em busca de se melhorar e, consequentemente, influenciar positivamente o mundo ao derredor.


Essa proposta igrejeira, oferecida com frequência, pode causar uma postura vitimista diante dos desafios e riscos inerentes ao viver, levando a uma dependência paternalista de que algo ou alguém vai intervir e agir a nosso favor de forma sobrenatural, minando, assim, a capacidade de reação, de superação... tão estimuladas nas bases fundamentais da proposta cristã.


Vê-se que há uma transferência da responsabilidade e um eximir-se acomodado na esperança (do esperar) de que uma força extrafísica agirá, o que acaba não ocorrendo tratando-se daquilo que nos cabe, causando assim uma certa desilusão que pode se transformar em uma acomodação beata, que mina o Querer e a Vontade.


Leva ainda a uma paralisadora interface entre a vida vivida e a vida futura; quando na realidade a vida é uma só, que demanda constante atenção e disposição.


"Procura e acharás; trabalha e produzirás. Dessa maneira serás filho das tuas obras, terás delas o mérito e serás recompensado de acordo com o que hajas feito."


O proselitismo leva as lideranças religiosas a, de forma protecionista, receber o neófito que busca quase sempre solução rápida e definitiva para seus problemas e impasses, com doces palavras e promessas vazias, dando a ele a certeza que ele desejava: de que tudo vai se resolver, de que Deus, Jesus, os amigos espirituais, os anjos da guarda… vão intervir, agora oficialmente, mediante pedido e orações.


Ouvimos sempre que o mundo espiritual é o verdadeiro, o pré existente, aquele que devemos Almejar e buscar; mas, de forma contraditória esforçam-se para fazer acreditar que o mundo espiritual (céu…) funciona a nosso serviço, que todos e tudo funciona a nossa disposição, ou seja, atentos e cuidando daquilo que é impermanente, passageiro.


Estamos aqui para aprender e apreender, para viver e fazer jus a esta maravilhosa experiência, temos em mente a fonte de todos os males que se nos apresentam, de todas os problemas que vivemos… e também que devemos buscar suas soluções, sabemos no fundo onde residem as origens e que demandam vontade e ação nossa para sua resolução.


Os exemplos de Jesus são a Vontade, a coragem, a luta, a fé nos potenciais íntimos, à disposição em fazer que germinem todos os nossos talentos.



Não se deve buscar, na religião, motivos e desculpas para a inação. Ela não deveria aceitar a transferência do que é de responsabilidade de cada um, não deveria se transformar em local de lamentações e de entrega.


Nela só deveríamos encontrar estímulo ao trabalho, coragem para enfrentar os problemas, disposição para resolvê-los, motivação ao autoconhecimento, mas também a certeza de ter que fazer o que nos cabe, alertados de que ninguém fará por nós aquilo que é de nossa incumbência.


" Do ponto de vista terreno, a máxima: Buscai e achareis é análoga a esta outra: Ajuda-te que o céu te ajudará. É o princípio da lei do trabalho e, por conseguinte, da lei do progresso, porquanto o progresso é filho do trabalho, visto que este põe em ação as forças da inteligência."


Deve-se, sim, estar disposto e pronto a tomar a vida nas próprias mãos, você é sócio majoritário das suas existências e cabe a cada um, pela ação, fazer que a vida seja a melhor possível.


"... é certo que a confiança nas suas próprias forças torna o homem capaz de executar coisas materiais, que não consegue fazer quem duvida de si. ..."


Tenho observado que, ao fazer aquilo que me cabe com Vontade, da melhor forma possível e com alegria, o que eu não controlo ganha um ar de conspiração do bem que me estimula a seguir em frente confiante que vai dar certo.


"A vida é sempre vida, seja qual for a forma através da qual se oculte…"


Rogério Alves.



126 visualizações1 comentário

Será um prazer fazermos contato!

  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon

Acreditar em si | Palestra motivacional

Rua Rosa Ribeiro, 236, sobrado, Conselheiro Paulino.
Nova Friburgo, Rio de Janeiro. Cep: 28633 450

   Créditos

Agradecimentos aos facilitadores desse site: