acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Incompletude poema

Falta algo para preencher

este meu vazio entardecer,

tronco oco é o meu peito

vento gélido, rarefeito.


Busco, a todo tempo afazeres,

Poucos e fugidios prazeres,

em uma fuga alucinada

Por essa aridez desmesurada.


O vazio impede-me de saber

o que só consigo entrever,

vivo horas lentas e frias

que me fazem, por dentro, tremer.


Suor por todo o corpo,

frieza anunciando o desfalecer,

não, não quero congelar,

é preciso (e muito) me alegrar.


Em busca alucinada do eu,

louco para me reencontrar,

diante de um mundo sedutor,

me deixei enganar.


Busco nova direção,

o norte tanto fez até me escapar,

olhar perdido ao longe,

minha esperança é um farol avistar.


Preciso muito me reencontrar

para aquecer meu coração,

encher a alma de vida,

iniciando minha reconstrução.



64 visualizações1 comentário