top of page
acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Linha de chegada



Foram meses de correrias, de gente empenhada em me motivar; umas entregando religiosamente as contas de consumo aqui em casa; outras que, incansáveis e dedicadas, enviaram certinho, pontualmente por e-mail, faturas variadas, lindas, polpudas e renitentes; e é a estas pessoas boas e anônimas que eu “devo” o ter chegado até aqui, sem elas, eu não teria jamais conseguido. Será?


A gente brinca de se acostumar, mas não deveria, Se não estivermos atentos e dispostos a aprender e a comprender que se deve ter ou buscar outros motivos para trabalhar, acabamos por entrar nessa roda viva que mói o ser humano e, aí, só vai sobrar o correr atrás, o matar um leão a cada dia e a “se matar” de tanto trabalhar, sem vislumbrar outro motivo que não o cego pagar.



Quanto custa viver assim?

Custa o levantar todos os dias contrariado; custa dormir noites de incompleto descanso; custa, com o passar do tempo, a escassez de sorrisos; custa, com o se prolongar por anos essa situação, a saúde emocional e mental; custa, depois de décadas, olhar-se no espelho e ver que os cabelos ficaram brancos; que não sobrou muito dos sonhos lindos da juventude e que estamos muito parecidos com os nossos pais.



Amanhã, quando amanhecer o último dia desse ano, que já é tido há muito como velho e findado, talvez seja a nossa última oportunidade de buscar um lugar tranquilo, reservado, sentar-se confortavelmente, colocar uma música legal, fechar os olhos e esperar um pouquinho, até que as lembranças boas,  espantadas pela correria desenfreada, sintam o novo ambiente e voltem devagarinho, te levando de volta para quando sonhar fazia parte de sua vida.



Não, não ouse cruzar essa linha de chegada como se tivesse sido fácil chegar até ela, você sabe que foram necessários muitos esforços e inúmeros sacrifícios. Agora, é hora de começar uma nova aventura, tendo como base o prazer, a alegria e o sonhar grande.


Assim, será tudo mais leve na nova caminhada, e os cabelos brancos serão só um detalhe charmoso diante de todas as experiências e alegrias que a vida poderá nos proporcionar quando estivermos atentos, dispostos e  preparados, cheios de Vontade.



Que venha 2024…

Tô prontinho, não vejo a hora de começar!


Rogério Alves 


64 visualizações0 comentário
bottom of page