Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Sim, sim, não, não!

Sempre gostei de poesia, desde muito jovem lidei com elas e admirei os poetas; quando as leio não consigo me desligar, mesmo depois de um tempo as palavras continuam a borboletear na minha mente.

Drummond sempre mexeu comigo, sempre tentei me colocar no lugar do José e responder as indagações.

E agora José?

Perdi o medo e respondi do meu jeito. mesmo sem ser José.

Espero que você goste, se não, fique tranquilo, no final tem Drumond para nos salvar.



¨E agora, José? ¨

A vida vai se gastando.

Diante dela, vou me olhando mais...

Vou me deparando com o rigor do tempo.

A máscara, já surrada, perde sua função

e é tempo de mostrar a face como ela é.


¨e agora, você? ¨

Cansado de ser bonzinho, de fazer-me do jeito dos outros,

tomo a vida nas mãos e sigo em frente.

Viver de verdade nesse mundo de mentirinha é muito bom!


¨seu ódio — e agora? ¨

Prefiro encará-lo de frente!

Peito aberto!

Quando o desafio é grande, o abraço até quase sufocar

para que sinta o peso e o pulsar do meu coração.

Não posso é deixar que me parem.

Nunca!


¨não veio a utopia¨

O pior deve ser se deixar levar pela verdade alheia

sem querer buscar a sua!

Doa a quem doer, só não dá é pra doer mais em mim.

Agora é pra valer.

Gosto muito de Dom Quixote.


¨sua gula e jejum¨

Me alimento de desafios,

através de lutas que transformei em minhas.

Tenho fome de Vida!

Me agarro a ela com força!

Não posso deixar que me tomem algo tão saboroso!

Sou um enamorado da vida.

¨seu instante de febre ¨

A vida é uma dádiva e pode ser muito boa,

só depende de mim, o vivente.

Deixa pensarem ser delírio,

o que vale é saber responder a qualquer tempo:

¨José, para onde? ¨ ou

¨E agora, José? ¨


A vida pede que a vivamos com verdade,

sem meios termos, ou é ou não é.

Se sou, serei de corpo e alma,

entrarei de cabeça, coerência.

Vontade!

Quando eu digo aos amigos que já passei do peso e da idade

de querer agradar todo mundo,

de querer ser bom moço em tempo integral…

eles riem, acham engraçado.

Não entendo.


Na realidade, eu estou sendo verdadeiro,

resolvi tirar a máscara e prosseguir no baile,

mesmo sabendo que já estava tudo combinado:

“Aqui, só se entra de máscara!”

Tive medo!

Parei porque eu mesmo já estava acreditando no personagem.


¨Sozinho no escuro qual bicho-do-mato,

sem teogonia,

sem parede nua para se encostar,

sem cavalo preto que fuja a galope,

você marcha, José!

você marcha, José!

José, para onde? ¨


Poesia não é brincadeira,

é busca profunda do sentido de se estar vivo.

Um convite à Sensibilidade,

que vai sendo emparedada em vida.


Faz pensar com o coração

(faz até chorar).


Rogério Alves.

Veja o poema José (E agora, José), de Carlos Drumond de Andrade, que inspirou o Rogério:


https://www.culturagenial.com/poema-e-agora-jose-carlos-drummond-de-andrade/



Será um prazer fazermos contato!

  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon

Acreditar em si | Palestra motivacional

Rua Rosa Ribeiro, 236, sobrado, Conselheiro Paulino.
Nova Friburgo, Rio de Janeiro. Cep: 28633 450

   Créditos

Agradecimentos aos facilitadores desse site: