acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Sonhos?



Tenho tido sonhos recorrentes! Neles, eu sou sempre um menino e todos os outros personagens são adultos, bem mais jovens do que atualmente, mais bonitos, mas são sempre “gente grande”.


Uns estão por aí, na lida, um pouco distantes dos meus dias, da minha vida. Outros partiram e, entre estes, muitos se foram antes do combinado, deixando um sentimento que, a qualquer instante, vamos nos encontrar por aí, numa esquina ou num café.


É certo que, para quem pensa que realmente perdeu o outro, o sentimento é de que todos eles foram apressados e que poderiam ter ficado mais um pouquinho por aqui.



Mesmo me vendo como um menino, os nossos encontros são sem meninices, são sérios, objetivos e produtivos, quase sempre me lembro claramente dos temas e é comum passar o dia imediato digerindo o conteúdo para, na noite seguinte, voltar a encontrá-los e retomar de onde paramos o nosso assunto…



Chego a pensar se são mesmo só sonhos, ou se os encontros realmente acontecem; eles são sempre diferentes dos outros sonhos, que se processam cheios de situações incríveis, confusas, aterrorizantes, lúdicas… onde é comum se acordar sobressaltado, assustado, coração acelerado e só se lembrar de fragmentos, até esquecê-los em pouco tempo...


Você tem sonhos assim?

Estranhos?


Já ia me esquecendo: tem gente que me liga, manda mensagem, relatando ter estado nesses nossos "encontros", falando que sonharam comigo, com fulano, ciclano... um sonho, no mínimo, muito estranho...


Ao ouvir, eu também me lembro.

Se eu respondo? Nada.

Fico bem quietinho!


Penso aqui com meus botões:


- Nestes sonhos, nós nos reunimos sem nenhuma distinção, indiferente do estado que eu possa "crer" que eles se encontrem; durante estes nossos encontros, todos parecem perfeitamente vivos, normais, incluído eu.



Estes "sonhos" me levam a pensar: quem está realmente vivo?

Será que os que partiram estão mortos?

Será que eles estão vivos e acham que eu e uns outros é que estamos mortos?

Ou... pode ser que estejamos todos mortos?

Quem sabe estamos todos vivos e a morte é uma ilusão?


Só sei que pra mim, estamos todos vivos!

Ou mortos...?

O que você acha?


Quando estou lá, é tudo tão real, tudo tão comum que não vejo diferença entre lá e aqui. Quando acordo, é com calma e tranquilidade.

O que você acha?

É sonho, realidade ou loucura?

Maluquice talvez?

Estamos ligados por afinidades?



É, penso muito sobre tudo isso!


Rogério Alves.


144 visualizações0 comentário