Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

Entrevista com o Rogério sobre Liderança

Atualizado: 6 de Out de 2018



- Com base em sua experiência de trabalho, você acha que a liderança é algo que nasce com a pessoa ou é uma capacidade a ser desenvolvida?


Acredito totalmente na capacidade do homem em desenvolver seus potenciais que todos trazemos em germe, somos capazes de aprender, apreender e de sermos capacitados, quando somos motivados e incitados positivamente, abrimos em nós um manancial incalculável, somos capazes de crescer ilimitadamente, bastando para tanto o estimulo certo, motivação direcionada e intuitiva, assim, faremos crescer em nós um sentimento maravilhoso chamado Fé, Fé em nós mesmos, em nossos potenciais, acreditando que somos capazes realizaremos tudo e seremos felizes e faremos todos felizes.


2 - Numa crise, quando o estabelecido é abalado e o grupo se sente perdido, muitas vezes observamos talentos se revelarem. Soluções aparecerem de pessoas que não possuem, necessariamente, um cargo de gestão. Como você entende isso? Fale sobre isso...


Nestes momentos, acredito que fale mais alto o sentimento, nestes momentos eclode em algumas pessoas algo diferente chamado comprometimento, esta ação é muito positiva e desejável, podendo também ser fruto do que certas pessoas sentem ao serem acolhidas e recebidas no grupo sem restrições, sem preconceitos e se sentem realmente parte do grupo, da equipe. Estas são pessoas especiais e muito importantes para todo trabalho.

Tive uma experiência desta no LAJE, quando passávamos por momentos difíceis administrativamente e financeiramente, um funcionário do departamento financeiro me chamou a tenção para vários pontos e possibilidades que eu não estava vislumbrando naquele momento, depois de algum tempo promovo este funcionário a meu gerente geral.


3 - Como lidar com os "nãos" que recebemos da vida ou de outras pessoas?


Penso muito pouco nesta possibilidade, acredito que quando sabemos solicitar, apresentar o pleito, colocar as propostas, se surgir um "não" ele normalmente é proveniente da incompreensão, quando as propostas e ideias são abrangentes e inclusivas elas cativam e motivam. Logico que existem situações que o "não" é necessário e indispensável.

Mas o não que impede, que obstrui, que dificulta o andamento deve ser combatido com bom senso e convite a capacidade de reinventar e construir uma nova proposta ou pleito mais propenso ao sim.


4 - A antiga gestão de um negócio era baseada estruturalmente e, por vezes exclusivamente, em controle e comando. Você acha que isso tem ligação com a dificuldade do líder em receber "nãos"?


Não acredito em sistemas que se baseiam em centralização e autoridade, sou muito adepto do trabalho em equipe e que responsabiliza dando oportunidade de fazer, implantando novas formas de realizar e tentando outros caminhos e possibilidades, quando somos levados a fazer aquilo que acreditamos ser o melhor, quase sempre transformamos este projeto num sucesso, a descentralização e a formação de equipes setoriais, nos dá a oportunidade mágica de conseguirmos ter prazer em nossas realizações e desfrutar do prazer advindo do trabalho. Precisamos ser felizes urgentemente.


5 - Ao longo de sua experiência de trabalho, quando você ouve opiniões diferentes/divergentes você as separa em certas e erradas/ ou verdadeiras/falsas?


Acredito que ideias são importantes independentes de serem boas, viáveis, certas ou erradas, vejo de forma muito positiva a coragem de opinar e devemos analisá-las com imparcialidade e muita razão, acredito muito na possibilidade de implementação quando possível em caráter experimental, sempre deixando a porta de retorno aberta.

Trabalhar em equipe onde realmente as pessoas são estimuladas a opinar, a pensar sobre o que estamos realizando, é abrir para que as ideias surjam e estas ideias devem ser analisadas, se em 10 propostas se aproveitar uma, esta poderia ter se perdido se a abertura não fosse uma realidade.


6 - Em épocas de mudanças e instabilidade, a realidade de trabalho apresenta, a cada segundo, necessidades novas para as quais não existem soluções pré-conhecidas na mente. O que fazer nesta hora?


É importante respirar... nestes momentos é quando você eleva seu pensamento e de repente, não se sabe de onde, surge uma inspiração, uma lucidez, as vezes assustadora até para quem tem a ideia ou encontra a solução, acho importante e é o que busco nestes momentos, parar, respirar, caminhar, deixar a mente livre em busca da solução, sem pressão, sem desespero, quando de uma hora para a outra surge como que numa iluminação. Trazemos em nós muitos potenciais e capacidades que se alojam no nosso subconsciente e o que precisamos as vezes é só deixar que a porta se abra, lenta e tranquilamente e brote de lá aquilo que nem sabíamos que sabíamos.


7 - "Aprender, desaprender e reaprender": você teria alguma história para contar sobre algo que você vivenciou neste sentido? Poderíamos dizer que essa é uma necessidade do empreendedor moderno?


Meus filhos são cidadãos do mundo, já se formaram, já moraram em outros países, e eles tem me ensinado muito, foram eles que por esta naturalidade em morar fora, despertaram em mim vontade de conhecer outros países e também estar sempre atualizado, pelo menos inteirado de novas tecnologias e possibilidades, aprender é sempre maravilhosos e nos faz sentir que a vida é um maravilhoso desafio, que todos os dias a vida te proporciona oportunidades de se realizar.

Estar aberto a novas formas e ideias é viver de forma mais leve, não podemos acreditar em tempo, em época, o tempo é agora, a vida não para e somos convidados por ela a participar, não podemos declinar do convite.

Aprendo todos os dias.


8 - Existe alguma possibilidade de se liderar/trabalhar/viver sem a naturalidade de dizer tais frases, por exemplo?


Quando o trabalho é mais que simples fazer, mais do que luta pela subsistência, quando você consegue descobrir o prazer e a realização no que você faz, sua cabeça passa naturalmente por uma mudança maravilhosa, você percebe que o outro é par e todos somos impares, diferentes e complementares. Descobrir no outro o que falta em você é desenvolver parcerias, buscar ajuda e apoio nas aptidões dos seus pares é facilitador e libertador, quando você tira o EU de sena e coloca o NÓS como prioridade, as coisas fluem mais fáceis, fica tudo mais agradável. Vivemos num mundo de especialidades, sempre tem pessoas que vão saber mais daquele assunto do que nós. Pedir desculpas é abrir portas novas para um exercício natural de reconhecimento das nossas incapacidades.


9 - Você tem alguma experiência a compartilhar sobre alguma situação que se resolveu através de um ato de sinceridade (ou naturalidade com o fato de não saber ou estar errado)?

A vida sempre nos propicia oportunidades ricas de aprender. Num trabalho que empreendo com magnetismo, ao final dos trabalhos semanais sempre fazemos uma avaliação e por semanas um amigo sempre ponderava sobre a importância do centro de forças básico e eu não dei durante várias semanas importância as suas ponderações, depois de várias semanas eu estava estudando e numa leitura encontrei anotações importantes sobre o Centro Básico afirmando exatamente o que o amigo vinha propondo e insistia a várias semanas, na semana seguinte tive que admitir as suas propostas assim como dar o crédito a ele sobre a importância do Centro Básico. Neste momento cresceu em mim um sentimento bom e de alivio, como é bom você dar importância as pessoas.


Venha ser um Voluntário!

Será um prazer fazermos contato!

  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Facebook Icon

Acreditar em si | Palestra motivacional

Rua Rosa Ribeiro, 236, sobrado, Conselheiro Paulino.
Nova Friburgo, Rio de Janeiro. Cep: 28633 450

   Créditos

Agradecimentos aos facilitadores desse site: