acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

O pós "novo normal"



E agora?

Que o pior passou. E que os shows voltaram, os estádios estão novamente lotados, as restrições de funcionamento nas cidades caíram e até a máscara tá caindo…



O noticiário nos dá conta de UTIs desocupadas, enfermarias vazias, taxas de contaminação em baixa e o prognóstico de que, realmente, estamos voltando à tão sonhada "normalidade".



E Agora?

Como vamos nos adaptar a este novo mundo transformado pela pandemia?

Onde as pessoas ficaram mais solidárias, mais empáticas, companheiras, mais humanas?



Estou ansioso, de olho na televisão, esperando a publicação do decreto que vai determinar a data e as condições de implantação e funcionamento deste novo mundo pós-pandêmico tão idealizado e esperado.


Já pensou, quando toda a estrutura montada e dedicada ao combate do COVID-19 for deslocada para cuidar somente dos outros problemas de saúde? Será que os hospitais vão se transformar, não havendo mais a demanda provocada pelo vírus? Sobrará recursos e todos serão atendidos a tempo e à hora? Sobrarão leitos, exames serão feitos na hora, tudo vai melhorar!

Será?



Não se verá mais brigas de torcidas nos estádios e nos seus arredores. O trânsito nas ruas fluirá de forma eficiente e pacífica. A fome vai, aos poucos, ser saciada, até a sua total aniquilação. Tudo vai melhorar!

Será?



Vaquinhas virtuais serão feitas para a construção de casas a serem doadas. Famílias irão adotar financeiramente a educação de crianças. O voluntariado vai se tornar ação habitual. Os abrigos de idosos vão fechar por falta de familiares pedindo vagas!


Fiquemos atentos! Não vai demorar para que, cidade após cidade, decrete este mundo novo, transformado por tudo que se viveu nestes quase dois anos de pandemia.


Nós ouvimos, desde o início, que seríamos todos transformados pela experiência vivida nestes quase dois anos, que o mundo não seria mais o mesmo depois deste grande susto.


Só nos resta, agora, aguardar…

Os decretos devem sair e tudo isso se transformará em realidade.

Será?



Rogério Alves


81 visualizações1 comentário