acreditar-em-si.jpg

Conheça também nossas páginas sobre:

Contato


Economia Criativa

Moda Social

Pequena Empresa

Perguntas sobre Vendas

Pelas trilhas da Venda

Criatividade e Liderança

Empreendedorismo Social

Ação Social

Trabalho Voluntário

Blog

Agenda

E quando é com você?

A experiência pessoal é algo insubstituível para o conhecimento, diferente de toda teoria ou narrativa alheia, ela nos dá a noção exata do que realmente é aquilo.


Venho convivendo e escutando depoimentos de quem passou pelo COVID-19. Os relatos são diversos, entre uma forte gripe, situações dramáticas de internação, entubação e até casos fatais.



Depois de quatorze meses, contraí o COVID-19.

De início, sintomas leves. Com o passar dos dias, eles foram se agravando, o ar ficando mais escasso, peito opresso, dores generalizadas, febre, suores, perda do paladar, olfato, apetite e noites em claro.


Apoio médico constante, exames, fisioterapia respiratória, muita medicação e comecei a melhorar, cumprindo o ciclo (acho que natural) da doença. Aos poucos, ela foi cedendo e os sintomas desaparecendo.


Antes desta aventura, eu nunca tinha ficado realmente "doente", as poucas experiências foram leves e duas pequenas cirurgias eletivas, me sentia um imortal e acima do medo.


Pela primeira vez em meus 58 anos recém completados, eu senti que poderia morrer, que a vida tem limites. Até então, nesta caminhada reencarnatória atual, eu nunca tinha vivido este sentimento assustador e único até hoje. Medo e pena foram companheiros presentes nesta experiência pessoal.



Percebi que a COVID-19 veio acompanhada de uma pressão psicológica e de informações trágicas de fatalidades próximas, o que fragiliza ainda mais quem já está acometido pelos sintomas assustadores.



Minha experiência só fortaleceu minhas convicções de que todas as medidas de prevenção sejam mantidas. Não relaxe, não se distraia, não corra riscos.


Você tem medo?


Cada caso é ímpar e pode, sim, ser fatal!

Mesmo após a vacinação, não se sinta protegido, mantenha todas a medidas sugeridas e preconizadas pela ciência, a imunização só será uma realidade quando todos estivermos vacinados.


Acredite nos relatos, não queira passar por esta experiência, ela pode ser assustadora e, o pior, pode ser fatal.


Cuide-se, cuide dos seus, cuidemos uns dos outros.


Rogério Alves.


111 visualizações1 comentário